O que fazer depois do concurso do INSS?


Um dos grandes concursos do ano – o do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) – aconteceu no último domingo (14), com mais de 1 milhão de inscritos. E agora, depois da prova, o que os candidatos podem fazer? Independentemente do resultado, a melhor estratégia é descansar por uma semana e depois retomar os estudos. Se você fez uma excelente prova e ficou dentro das vagas oferecidas no edital, ótimo. Mas não sabemos quando será a convocação. Além disso, se você foi aprovado, deve estar num patamar de conhecimento que vai permitir que seja bem sucedido também em futuros editais. E poderá escolher a vaga que apresentar melhores condições de trabalho e remuneração. Se você ainda não estava tão bem preparado e ficou fora das vagas, não tem problema - assim é a trajetória de quem busca os concursos públicos. Agora é reprogramar o estudo para ter condições de aprovação nas próximas oportunidades. Então, o caminho é qualificar o estudo, mantendo o foco em concursos que cobrem conteúdo parecido com o estava na sua programação, para aproveitar o conhecimento já adquirido. Essa não é uma tarefa difícil, considerando que praticamente todos os concursos - em especial aqueles para cargos de nível médio - cobram as matérias que caíram no concurso do INSS: português, direito constitucional, direito administrativo, raciocínio lógico e informática. Portanto, refaça seu planejamento, com os ajustes necessários. Aproveite para concluir alguma disciplina que ainda não tivesse chegado ao fim, melhore seu material de revisão (ou prepare-o, caso ainda não tenha), busque questões de concursos anteriores para treinar a resolução nas matérias em que a teoria foi bem estudada, reforçando cada uma; priorize algum ponto fraco, algum assunto específico, se houver necessidade. Há páginas de questões na internet, algumas gratuitas e outras pagas. Pesquise e escolha uma para servir de apoio ao seu estudo. De agora até o próximo edital é o tempo que você tem para se colocar à frente da concorrência. Ou deixar que os outros avancem, enquanto você fica para trás. Se sua preparação já estiver bem adiantada, sugiro incluir também outro grupo de matérias, para atingir uma colocação mais privilegiada ainda: administração geral e pública, e administração financeira e orçamentária (AFO). Desta forma, a cada novo edital será necessário estudar apenas as matérias específicas daquele cargo ou órgão. Área administrativa Considerando o momento político do país, está um pouco difícil prever a realização de concursos federais. De toda forma, tivemos autorização em abril para concurso com 78 vagas de técnico administrativo, de nível médio, para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O prazo para publicação do edital é de 6 meses. Em janeiro deste ano foi também autorizado processo seletivo para 7.825 vagas temporárias para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A banca examinadora será a Cesgranrio. Nesse caso, o conteúdo programático deverá ser mais simples. Tribunais A preparação para cargos de nível médio nos diversos tribunais tem como base as matérias sugeridas acima. Os ajustes necessários serão apontados pela resolução de provas anteriores de concursos para a área. Há muitos tribunais com previsão de concurso e você precisa acompanhar as notícias, de acordo com suas possibilidades de prestar concursos para qualquer região do país ou somente para a sua localidade. O Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região, em Sergipe, autorizou a realização de concurso, mas ainda não há definição de número de vagas. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais escolheu a Consulplan como organizadora de seu próximo concurso. Estados e municípios Vale manter atenção também nos concursos estaduais e municipais, alguns realmente bons. De modo geral, são pouco divulgados e não despertam o interesse de muitos candidatos. Este é um aspecto favorável, porque não atrai a concorrência mais qualificada. Por outro lado, podem oferecer excelente remuneração e permitir que o candidato permaneça em sua cidade de origem ou aproveite a oportunidade para mudar para outra cidade de interesse. Em alguns casos, o concurso pode ser em município da redondeza, com bom salário, que justifique o deslocamento diário (dependendo da distância, pode ser mais simples do que a locomoção dentro de um grande centro). Apenas como exemplo, citamos o concurso para o Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCM-RJ), aguardado a qualquer momento, com previsão de 15 vagas de nível médio oferecidas no edital, e expectativa de mais contratações. Salário na faixa de R$ 10 mil.

Fonte: G1

Autor: Lia Salgado


Sistema de Ensino Planeja Concursos - CNPJ 31.442.657/0001-32

atendimento@planejaconcursos.com

© 2014 - 2020 Planeja Concursos