Concurso TJ/SP: saiu edital com 95 vagas para notário

 

 

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ/SP) lançou o edital de seu concurso público para o cargo de notário, que recebe a outorga, ou seja, a concessão de cartórios públicos. O documento disponibiliza 95 vagas para ingresso (provimento) de novos servidores e 50 ofertas para remoção, destinadas apenas aqueles que já exercem a atividade, mas desejam mudar de unidade.

 

 

Vagas para provimento

 

Para concorrer a essas oportunidades do concurso o candidato deve ter bacharel em direito ou experiência comprovada de dez anos exercendo função em serviço notarial ou de registro. 

 

Quanto a remuneração, os vencimentos do cargo não são fixos, mas sim calculados com base nos lucros obtidos pelo cartório, descontadas as taxas devidas ao governo. 

 

As oportunidades disponibilizadas pelo TJ/SP estão distribuídas por três grupos diferentes de cartórios. No “grupo 1” estão os cartórios Tabelião de Notas; e Tabelião de Notas e de Protesto de Letras e Títulos. No “grupo 2” foram reunidos os cartórios Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais; Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede; e Oficial de Registro Civil e Tabelião de Notas. Por fim, no “grupo 3” encontram-se os cartórios Oficial de Registro de Imóveis; Oficial de Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídica; e Oficial de Registro de Imóveis, Títulos e Documentos, Civil de Pessoa Jurídica e Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede.

 

Tais cartórios estão localizados por todo o Estado de São Paulo, sendo seis na capital paulistae outros 89 situados em 81 cidades do interior. 

 

As inscrições do concurso estarão abertas entre os dias 26 de janeiro e 29 de fevereiro de 2016 pelo site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br), organizadora do certame. A taxa de participação custa R$ 181. Os interessados em se inscrever para mais de um grupo, devem efetuar inscrições diferentes para cada grupo desejado. 

 

O processo seletivo do concurso do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo será composto por prova objetiva de seleção; prova escrita e prática; prova oral; e exame de títulos. Os testes versarão sobre registros públicos e notarial; direito constitucional; direito administrativo; direito tributário; direito civil; direito processual civil; direito penal; direito processual penal; direito comercial; conhecimentos gerais; e língua portuguesa.

 

A avaliação objetiva será aplicada no dia 10 de abril do próximo ano e terá questões de múltipla escolha, sendo um único exame para os três grupos.

 

De acordo com o edital do concurso, apenas os candidatos aprovados na primeira avaliação serão convocados para realizar a prova escrita e prática, que consistirá numa dissertação e na elaboração de peça prática, além de questões discursivas. Nesta segunda etapa, haverá uma avaliação distinta para cada um dos três grupos, a serem aplicadas em dias diversos.

 

As normas para realização da prova oral serão publicadas pela comissão do concurso após a divulgação dos habilitados na etapa anterior. Já a convocação para apresentação dos títulos será realizada por meio de publicação no Diário da Justiça Eletrônico.

 

 

Oportunidades para remoção

 

Para concorrer as 50 ofertas do concurso do TJ/SP disponíveis para remoção, é necessário ter exercido por mais de dois anos atividade notarial ou de registro no Estado de São Paulo.

 

O período e taxa de inscrição para esse critério são os mesmos mencionados para as vagas de provimento. O processo seletivo também será igual. O que muda é a data da prova objetiva, que será aplicada no dia 3 de abril.

 

Fonte: JC Concursos

 

Please reload

Últimas

September 13, 2019

Please reload

PLANEJACONCURSOS.COM

PARCEIROS:

logo gen.jpg
Logo_cursoenfase.png

REDES SOCIAIS:

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Planeja Concursos - © 2014 - 2019 
Sistema de Ensino Planeja Concursos - CNPJ 31.442.657/0001-32