05 Pegadinhas em Língua Portuguesa

 

 

 

Pegadinha 1
 

Ela quer se aparecer. 

 

Termo muito usado e completamente errado. Certos verbos são essencialmente pronominais como suicidar-se, por exemplo. Outros, porém, jamais podem ser usados com pronomes, como os verbos da dica anterior, simpatizar ou  antipatizar. 

Trazemos um desses verbos que jamais são usados com pronome, que é o verbo aparecer. Esse é um típico verbo intransitivo. Não admite voz reflexiva, objetos de espécie alguma. Não se pode aparecer ninguém e, também, aparecer a si mesmo. Escreve-se corretamente, assim: 

 

Ela quer aparecer. 



Pegadinha 2

 

São os banqueiros que acabam lucrando. 


Neste tópico de dicas de português para concursos, a expressão é que não é genuinamente um verbo. Trata-se simplesmente de uma locução de realce, que a usamos, evidentemente, para dar destaque à ideia expressa na frase. 

Por tratar-se de um mero adorno frasal, essa locução é totalmente dispensável sem prejuízo para o sentido da oração. Exemplo: É os banqueiros que acabam lucrando. = Os banqueiros acabam lucrando. (A igualdade é de significação, é lógico.)  

Mais exemplos:  

Só nós dois  é que sabemos o quanto nos queremos bem. (Letra de canção portuguesa.) Seria ridículo dizer: Só nós dois somos que sabemos o quanto nos queremos bem. A frase original pode ser escrita, sem nenhum prejuízo para a sua significação: Só nós dois sabemos o quanto nos queremos bem.  

É eles  que representarão o presidente. Essa frase está correta. Estaria incorreta se fosse escrita assim:  São eles que representarão o presidente. Se eliminarmos do contexto a expressão de realce  é que, veremos que o sentido é o mesmo:  Eles representarão o 
presidente.  

Muito cuidado! Nas questões de português, sobre concordância verbal, as organizadoras de vestibulares e concursos públicos costumam usar, de vez em quando, frases desse tipo, induzindo o vestibulando ou concursando a considerá-las incorretas.  

Concluindo, indicamos como escrita correta da frase do topo a seguinte construção:  

É os banqueiros que acabam lucrando. 

ou 

Os banqueiros é que acabam lucrando.


Lembrar: é que – é uma locução de realce.



Pegadinha 3

 

Inglaterra confirma invasão ao Iraque.

 

  
Jamais poderá ocorrer invasão a lugar algum. Porém, o que é possível acontecer é invasão de algum lugar. Escreve-se com correção, assim: 

 

Inglaterra confirma invasão do Iraque. 

 
Veja, a seguir, outros exemplos corretamente escritos:  

Invasão de privacidade. 

Invasão de domicílio. 

A invasão do estádio pela polícia deu-se às 20 horas de ontem.



Pegadinha 4

 

O acidente aconteceu porque o motorista dormiu no volante. 


Para que alguém consiga dormir no volante, é necessário que este seja, no mínimo, do tamanho de uma cama. Convenhamos, volantes desse tamanho ainda não foram fabricados. 

Então, melhor seria dormir no banco do automóvel ou, mais adequadamente, em uma cama com mais conforto. Quem dorme bem, dorme em algum lugar. Já "dormir próximo" ou "junto" significa dormir a (preposição) com o respectivo artigo (o ou a). O correto seria escrever:  

O acidente aconteceu porque o motorista dormiu ao volante. 


A seguir, outros exemplos de frases corretamente grafadas:  

A moça dormiu ao computador. 

O marinheiro dormiu ao timão. 

Romeu dormia à janela de Julieta.



Pegadinha 5

 

Marcos é um parasita da mulher.


Parasita, com  a final, é denominação exclusiva de certas plantas.  Para pessoas e animais, usa-se parasito. O correto seria escrever:  


Marcos é um parasito da mulher.  
 

Eis outros exemplos de frases corretamente grafadas:  

Raquel age como um parasito da mãe. 

Há sujeitos que são autênticos parasitos da sociedade. 

A pulga é um parasito, como também o é o carrapato. 

Precisamos exterminar as parasitas que estão nessa árvore. 

As parasitas debilitaram nosso pomar.  

 

Fonte: Tudo Sobre Concursos

Please reload

Últimas

September 13, 2019

Please reload

PLANEJACONCURSOS.COM

PARCEIROS:

logo gen.jpg
Logo_cursoenfase.png

REDES SOCIAIS:

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Planeja Concursos - © 2014 - 2019 
Sistema de Ensino Planeja Concursos - CNPJ 31.442.657/0001-32