Como ter motivação para estudar? 5 dicas práticas de psicólogos


Ter motivação para estudar implica em mudar hábitos e entender como você funciona nos estudos. Aliás, nos últimos tempos, a motivação virou moda na educação. Acontece que o mundo da motivação não é feito só de palavras, mas, principalmente, de ações.


E nos seus estudos não é diferente. Afinal, você precisa de um objetivo para ler aquele livro, para vencer o capítulo de cálculos com exercícios ou para assistir as aulas a distância, não é mesmo?


E é isso que queremos mostrar para você: para cada palavra ou frase de motivação para estudar, há uma ação. Acompanhe o texto e, certamente, você sairá dessa experiência muito mais proativo!


O estudo acontece de várias maneiras. Você pode estudar sozinho, com um colega que entenda melhor o conteúdo ou até mesmo engajado em grupos de estudos. Independente disso, você precisa ter disciplina, objetivos, um ambiente organizado, uma lista de tarefas e, principalmente, precisa cuidar da sua saúde física e mental.


Motivação é a capacidade de não desistir


É natural termos vontade de desistir das coisas. Por isso, você não deve se angustiar quando essa sensação chegar. No entanto, antes de desistir, você precisa esgotar todas as energias.


Mas como assim? Ao se deparar com uma leitura difícil, estabeleça estratégias para vencer essa tarefa antes de desistir. Por exemplo, você pode definir a leitura de um número de páginas por dia; ou então ir anotando partes importantes do livro enquanto lê – como um resumo. Se você tiver a chance de ler esse livro com outra pessoa, melhor ainda, pois constrói uma parceria e um compromisso.


Você não pode desistir da lista de exercícios de matemática só porque deu uma olhada nas questões e as achou difíceis. Faça o seguinte: resolva as fáceis primeiro; depois, vá pra internet, assista a videoaulas e faça anotações.


Nesse caso, se organize para que tenha tempo suficiente para fazer a tarefa, tirar dúvidas e pensar bem nas respostas. Fazer tudo em cima da hora pode te deixar angustiado e improdutivo.


Motivação para estudar envolve foco, estratégia e planejamento


É comum ouvir frases por aí como: “organize sua agenda de tarefas do estudo”, “você tem que focar!”, e assim por diante. Mas essas são frases vagas, que não servirão para nada se você não conseguir as transformar em motivação concreta.


Então, vamos lá: descubra como você funciona melhor na hora de organizar tarefas. Afinal, cada um tem o seu jeito (celular, mural, agenda de papel). Depois, organize um cronograma de estudos por necessidade ou importância. Ou seja, se você tem prova de Geografia e Inglês na próxima semana, verifique quais são os conteúdos que realmente precisam ser estudados para não perder tempo.


Além disso, descubra como você tem mais facilidade para aprender, para que se estabeleçam estratégias de estudo: resumo, videoaula, explicar o conteúdo para um colega, gravar você dando uma aula sobre a matéria, fazer mapas mentais e listas de palavras-chaves etc.


E, por fim, divida seu estudo em micropassos. Ou seja, organize pequenas e médias tarefas todos os dias.


Cuide da sua saúde mental e corporal


Exercícios físicos regulares, meditação, alimentação saudável, higiene do sono e ambiente adequado são influenciadores diretos na motivação dos estudos. Isso acontece porque ninguém consegue se dedicar muito tempo aos estudos se a saúde mental e a saúde corporal estiverem capengas.


Quer uma dica? Tenha horários fixos para fazer exercícios físicos e, entre um período e outro de estudos, pare para fazer algo que relaxe, como ir para a cozinha e preparar um delicioso bolo de cenoura para o lanche da família. Isso é reconfortante!


Nessa mesma linha de cuidados, vamos combinar que ninguém rende o seu máximo em um ambiente bagunçado. Então, pense num cantinho que seja só seu e que ali você possa deixar suas anotações, seus esquemas e resumos e, principalmente, que nesse cantinho você possa exercitar sua disciplina de estudos.


Crie recompensas para os seus estudos


Você não deve ser tão duro com você nem com seus amigos que estudam. Afinal, ser recompensado por esforços é prazeroso e é da natureza humana. Então, a cada passo que você der em direção às suas metas, comemore com pequenas recompensas.


Por exemplo: “já que concluí as metas dos estudos de Física da semana, posso assistir à série que tanto quero sem culpa, sem ficar pensando que ainda tenho um capítulo pendurado para rever”.


Quando se divide os objetivos em micropassos, é importante determinar um tempo para realizar cada tarefa. Por exemplo: você planejou organizar vários mapas mentais das escolas literárias brasileiras até quinta-feira à tarde, mas terminou quinta-feira de manhã.


Então, pense em uma recompensa, que pode ser um almoço mais demorado no shopping , uma passadinha na casa de um amigo ou até mesmo tirar a tarde para cuidar da sua higiene pessoal (cortar o cabelo, fazer as unhas, etc.)


Como ter motivação para estudar on-line e sozinho na pandemia?


Nesse caso específico, a melhor saída é aprender a gerenciar o seu estudo, porque o professor está distante e você tem que ser responsável pelo seu barco.


Mas como encontrar força e foco para isso?


Antes de tudo, organize um ambiente de estudo adequado para você assistir às aulas e realizar suas tarefas. Aliás, especialistas afirmam que o melhor que você tem a fazer é tirar o pijama e se arrumar como se fosse para a escola ou faculdade.


Depois, não se apegue somente às provas e às notas, ok? Procure vislumbrar objetivos mais importantes como: o conhecimento que você adquiriu, a experiência das aulas práticas dos professores, os debates e seminários sobre uma obra literária e a bagagem que você está juntando para o vestibular, para o Enem, para um concurso e para a vida.


E aqui vai uma dica: monte um mural bem simples, de cartolina, bem em frente ao local onde você estuda e escreva frases de alerta e advertência, para que você não perca o foco.


Como já mencionamos antes, decida recompensas para a sua semana de estudos, para que você se sinta motivado a concluir as tarefas. Por exemplo: passei a semana postando atividades no portal da escola e não consegui jogar videogame. Quando a sexta-feira chegar, você pode tirar a tarde para jogar sem culpa.


E, por fim, procure, mesmo on-line, estar com seus amigos por meio de grupos de WhatsApp. Nesses grupos, revise conteúdos, peça ajuda aos colegas que têm mais facilidade e dê boas gargalhadas também, publicando aqueles memes que a galera curte demais!


--

FONTE: https://www.folhavitoria.com.br/geral/blogs/educatech/2021/03/04/como-ter-motivacao-para-estudar-5-dicas-praticas-de-psicologos/

Últimas
unnamed.png

Sistema de Ensino Planeja Concursos - CNPJ 31.442.657/0001-32

atendimento@planejaconcursos.com

© 2014 - 2021 Planeja Concursos