O que fazer quando não se tem mais motivação?

Veja estratégias que podem aumentar a motivação no dia-a-dia.



O que fazer quando não se tem mais motivação? Como lidar com a pressão diária e ainda assim sentir que nada sai do lugar?


É difícil, nós sabemos! Mas existem formas de despertar a motivação dentro de você. E tudo começa com o seu desejo por isso!

E para lhe ajudar, fizemos este artigo breve com opções que podem ser interessantes para você. Acompanhe.


O que fazer quando não se tem mais motivação?


Saber o que fazer quando não se tem mais motivação é essencial para garantir qualidade de vida. Só quem já passou por crises de desmotivação sabe o quanto este tipo de coisa é capaz de tornar o dia mais difícil e até mesmo impedir a conclusão de algumas atividades.


Veja, portanto, algumas alternativas que poderão lhe proporcionar algum suporte:


1- Saiba o que você ama – ou procure


Nem sempre estamos satisfeitos com o que fazemos, e tudo é uma questão de prioridade. Muitas vezes a necessidade financeira é maior que o amor pelo trabalho, o que nos leva à situações nada agradáveis.


Entretanto, ter em mente o que você verdadeiramente ama é uma alternativa para impulsionar a sua motivação. Afinal, você até pode estar fazendo algo que não gosta, mas saber o que quer fazer um dia já ajuda a trazer mais energia para passar a fase em que vive agora.


De qualquer forma, se ainda assim não souber o que ama, descubra! Você pode fazer isso simplesmente lendo mais, assistindo mais, acompanhando outras pessoas… Muitas vezes temos paixões que nem conhecemos, mas que quando temos um gatilho em nossa frente, tudo muda.


2- Tire a ideia de perfeição da sua mente


Muitas vezes a desmotivação pode aparecer porque temos uma necessidade absurda de tentar manter a perfeição em tudo que fazemos.


Primeiramente, a perfeição não existe e, em segundo, é preciso aceitar que não temos poder sobre todas as variáveis da vida.


É preciso compreender que sim, vamos falhar, mas isso é importante para aprendermos novas coisas.


3- Reconheça os seus limites e respeite-os


Saiba quais são os seus limites! Muitas vezes a desmotivação surge quando temos uma necessidade absurda de concluir mil coisas ao mesmo tempo, ou em um único dia.


Assim, sentimos que não daremos conta e ao invés de compreender que temos limites, nos sentimos incapazes e desmotivados.


Por conta disso, procure sempre saber qual tipo de demanda você é capaz de lidar diariamente, e jamais tente ultrapassar a todo custo sem pensar em estratégias que realmente lhe ajudem a superar limites.


4- Pense no “aqui e agora”


Uma das formas de elevar a motivação, ou pelo menos afastar a sensação de desmotivação, é justamente pensar no aqui e agora.


Muitas vezes estamos estressados ou com pouca produtividade por simplesmente focarmos em tudo que precisa ser feito e nos esquecemos de que temos um passo de cada vez para concluir tudo.


Por isso, foque no que está sendo feito agora. Esqueça o depois! Faça o que tem que ser feito e apenas quando o depois chegar é que você pensa na nova atividade, focando novamente no presente.


De todo modo, não estamos dizendo para deixar o longo prazo pra lá… Mas sim, que existem momentos para planejar e pensar no depois, e momentos para executar tarefas no agora. Quando estiver nestas tarefas, pense no aqui e agora.


Não existe receita de o que fazer quando não se tem mais motivação


Vale lembrarmos que não existe uma receita pronta de o que fazer quando não se tem mais motivação, porém, é importante que você saiba também reconhecer a fonte da desmotivação.


Muitas pessoas focam apenas nas dicas para se motivar, mas se esquecem que a desmotivação pode ter relação com a saúde mental.


Para isso, a psicoterapia e o acompanhamento profissional pode auxiliar em uma maior compreensão dos gatilhos que estão causando esta angústia. Permita-se se escutar!


--

FONTE: https://noticiasconcursos.com.br/saude/o-que-fazer-quando-nao-se-tem-mais-motivacao/

Últimas
unnamed.png

Sistema de Ensino Planeja Concursos - CNPJ 31.442.657/0001-32

atendimento@planejaconcursos.com

© 2014 - 2021 Planeja Concursos